MINHA AVÓ
 
 

Minha avó
Abafada por seu corpo cansado
Tem os ossos e a mente atrofiados
Seus tremores involuntários
Seus desejos esquecidos
Tanta vivência perdida
Ensacada pelas gavetas da cômoda.
Escora seu corpo nos balcões das farmácias,
Sua memória em passados bem distantes...
Daqui pra frente será carregada
E aceitará o que vier.
Meu DEUS, o que os anos
Fizeram com esta mulher...

Sheila Paixão
 

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign: Angela Cecilia