A TERNURA DOS TEUS OLHOS
A TERNURA DOS TEUS OLHOS
 
A TERNURA DOS TEUS OLHOS
Quanta ternura
Há nos teus olhos amor
Que com candura
Desprendem de ti fulgor.
 
Desses teus olhos
De luz e brilho
Vem todo o amor
Que contigo compartilho.
 
São como a esperança
Dum novo dia
Que traz consigo
Mito e poesia...
 
Há nos teus olhos
Um não sei quê de doçura
Tão generosos
De Primavera e frescura...
 
E eu junto a ti
A sós com Deus
Fico fitando sempre
Os meus olhos nos teus...
 
Interlúdio musical.
 
Há nos teus olhos
Um não sei quê de doçura
Tão fascinantes
De Primavera e frescura...
 
E eu junto a ti
A sós com Deus
Fico fitando sempre
Os meus olhos nos teus...

Euclides Cavaco
A TERNURA DOS TEUS OLHOS

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS!
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.
Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia