ENTARDECER
ENTARDECER
 
 
Entardeceu em mim,
Um sentido hesitante,
Uma emoção errante,
Uma saudade sem fim.
Raios de angústia e medo,
Tua magia em fuga,
Revelando torpe segredo,
Amor que do meu peito suga.
Confuso sentimento arraigado
Conflito entre a mulher e o amor.
Deixa meu coração desesperado,
Desse apaixonado, uma grande dor.
Sonhos encharcados e moídos,
Ausência da paixão em chama,
Nele nosso futuro esquecido,
Mentiras que amor reclamas.
Intransponível afeto, tira a paz,
Falsa sensação, silêncio de pedra,
Em tudo aquilo que não foi capaz,
De segurar a grande perda.

Daniel Fiuza
 

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia