FAZIA TANTO TEMPO...
FAZIA TANTO TEMPO...
 
 
Fazia tanto tempo que te procurava...
Por isso tanto andei,
Tanto vaguei,
Tanto fiz para encaixar o grande no pequeno,
E o quadrado no redondo.
Esculpi artes bonitas,
Cópias de um sonho
Que não chegara jamais à autenticidade...
Já me contentava com o parecido,
Quando finalmente nos encontramos.
Meu olhar brilhou e passou
A iluminar o nosso caminho.
Meu coração bateu forte.
Seguiu ritmando nossos passos.
Nenhuma ameaça existia,
Mas nós nos incumbimos de produzí-la
As conquistas passaram a ter conotação rotineira.
O belo tornou-se vulgar,
As diferenças, tão interessantes
Foram crescendo e incomodando
Não te quero mais...
Vou buscar outra pessoa,
Diferente, que eu possa amar.
E que este amor
Produza ameaça
Para que eu busque
Outra pessoa diferente.

Roberto Shinyashiki
 

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS!
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.
Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia