INCERTEZA
 
INCERTEZA
INCERTEZA
INCERTEZA
Não saberia dizer por quanto tempo ainda
Vou suportar esta angustia de não poder te ver.
As horas passam lentamente até parecem infindas
Aumentando ainda mais a razão do meu sofrer.
Não vejo a hora de conciliar meu sonho.
Porque nele tu me aparece linda misteriosa.
Quando acordo tu te vai e eu me ponho tristonho.
Por onde eu ande há sempre um motivo para me lembrar.
Pequenos detalhes que marcaram momentos incríveis.
Hoje até evito andar por onde juntos caminhamos.
Porque a saudade me assola sem piedade
Fazendo-me recordar daqueles momentos inesquecíveis.

Antônio Abilio Gava
INCERTEZA
 
 
 

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.
Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia