PARA DIZER TE AMO
PARA DIZER TE AMO
Ah! Como eu gostaria de poder lhe contar
Mas com palavras que nem sei de onde tirar
Falar dos sonhos, narrar a história, te cobrir de vitórias.
Entoar um canto, gritar pelos cantos
E ter tudo isto na memória.
Dizer das alegrias, dos anseios,
Da angústia, da espera.
Sair correndo quase sem saber para onde ir.
Mas a procura de ti para te querer.
Ah! Como eu queria...
Olhar os campos, as flores,
As ruas, as praças,
Os circos, os parques.
Te encher de beijos e abraços,
Sentar no banco, entregar-te as mãos
Para que elas possam tocar seu coração.
Sentir teus lábios, teu abraço apertado
E poder estar sempre, sempre ao teu lado.
Olhar o mar, correr nas praias
Sempre juntos de mãos atreladas
Sorrindo juntos das coisas engraçadas.
Talvez pensem que tudo não passe de uma piada
Saber que ali, naquele instante
Não erramos nem somos errantes.
Somos apenas dois, ou sei lá, talvez um.
Nos perdemos até pela emoção
Não sabemos exatamente qual a questão,
Nem paramos para entender a razão.
Ah! Se neste instante eu te encontrar
Vou lhe dizer tantas coisas
Que talvez me peça para calar
Mas no fundo tens toda a razão
Não preciso ficar dizendo um montão
É muito mais simples, só usar duas palavras
Sei até que poderá derrubar de ti lágrimas
Mas com certeza irei lhe dizer...
TE AMO!
N.T.Genova
PARA DIZER TE AMO

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS!
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia