POR TI
 
POR TI

POR TI

Por ti...
Rasguei do mundo os horizontes
E lavrei,
Agras searas de paixão.
Por ti...
Corri vales, subi montes...
E sofri...
De mil tormentos solidão.
 
Por ti...
Deixei de ser tudo o que era,
Para poder
Alcançar o amor teu.
Por ti...
Fiz do inverno, primavera...
E ultimaria até
Os atos de Romeu.
 
Por ti...
Deixei de ser rei do meu trono.
Fui escravo submisso
Do teu querer.
Por ti...
Deixei meu ser ao abandono
Pelo medo,
De algum dia te perder.
 
Por ti...
Voltei de novo a ser menino,
Seguindo cegamente
Os teus anseios.
Por ti...
Fui constante peregrino,
Cruzando o teu caminho
Sem receios.
 
Por ti...
Espalhei círios para atear,
As chamas do amor
Dos nossos beijos.
Por ti...
Fui sempre sim.
Sem hesitar...
À mais pequena voz...
Dos teus desejos.

Euclides Cavaco

POR TI

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS!
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.
Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia