SOMOS APENAS UM
SOMOS APENAS UM
Então, estou aqui, e você também.
Me permita ser o seu espelho nesta noite.
E cantar em mim o teu encanto
Tua estranheza e o teu espanto.
Como quem sabe no fundo
Que não existe distância neste mundo.
Pois somos uma só alma.
Me permita ser nesta noite
A voz que te canta e encanta de si
Que te faz sentir e parar.
Como que volta para casa e resolve se amar.
Somos livres e não possuímos as pessoas,
Temos apenas o amor por elas e nada mais.
E é preciso coragem para ser o que somos,
Sustentar uma chama no corpo,
Sem deixar a luz apagar.
É preciso recomeçar no caminho que vai para dentro,
Vencendo-se o medo imaginado,
Assegurando-se no inesperado.
Confiando no invisível,
Desprezando o perecível na busca de si mesmo
Se o capitão da nau, no mais terrível vendaval
Na conquista de um novo mundo, mergulhar bem fundo
Para encontrar nosso ser real.
E rir, pois tudo é brincadeira
E que cada drama seja o nosso modo de ver a vida
Pois ela só está nos mostrando
Aquilo que estamos criando,
Com o nosso poder de crer...

Luis Antonio Gasparetto

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.
Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia