VERDADEIROS DESEJOS
As vezes eu teimo acordar
E deixar de lado seu mundo
Não poder mais te abraçar
E nem ficar ao teu lado um segundo.
VERDADEIROS DESEJOS
As vezes eu teimo que a lua
Não brilhe mais para mim
Temo cair pela rua
Em uma tristeza sem fim.
As vezes eu sinto seu beijo
E aquele abraço apertado
O doce sabor do desejo
Deixando-me apaixonado.
As vezes uma simples verdade
Ou mesmo nenhuma certeza
Apenas uma grande vontade
Eternamente admirar sua beleza.

Luiz Carlos Vieira

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS!
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada!
WebDesign : Angela Cecilia