PEIXINHOS
   
PEIXINHOS
   
PEIXINHOS

O peixe d'água calminha,
O aquário mais natural,
Eu paro olhando os peixinhos
Que brilham como cristal.

Entre o verde e humildes flores
Observo meus amiguinhos
Que, alegres, nadam, entrando
E saindo de seus cantinhos.

   
Armo casinha com torres
E sobre uma pedra ponho:
O palácio dos peixinhos
E meu castelo de sonho.

A ver quem vai ser o rei,
No espelho d'àgua mirando,
De cada qual o jeitinho,
Com que prazer vou notando!

PEIXINHOS
   
PEIXINHOS Parece pepita de ouro
Um pequeno, o Douradinho;
Magro e comprido o Agulhinha
E Bolinha, o gorduchinho.

Assim esses peixes lindos,
Na manhã vou batizando,
Mas, vejo que vão e voltam
Só nadando... só nadando...

   
Sem nomes, sonhos, palácios,
Fugindo à rede e ao anzol,
As nadadeiras abrindo
Festejam a luz do sol.
PEIXINHOS
   
PEIXINHOSPEIXINHOSPEIXINHOS Por isso, ao voltar do rio,
Me comparo aos amiguinhos
Tão simples e naturais
Que querem ser só peixinhos.
 
Cleonice Rainho

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign : Angela Cecilia