AMOR ETERNO
 
AMOR ETERNO
 
Impedimentos não admito para a união de corações fiéis.
Amor não é amor quando se altera ao perceber alteração,
Ou cede em desertar quando o outro é desertor.
Oh ! Não, ele é um farol imóvel tempo em fora
Que as tempestades olha e nem sequer trepida.
É a estrela para as naus, cujo valor se ignora.
Mau grado seja a sua altura conhecida.
O amor não é joguete em mãos do tempo,
Embora face e lábios de rosa a curva foice abata,
Não muda em dias, não termina numa hora.
Porém, até o fim das eras se dilata.
 
Se isto for erro e o meu engano for provado
Jamais terei escrito e alguém terá amado.

W. Sheakespeare
AMOR ETERNO

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign : Angela Cecilia