CHOVE
 
CHOVE
 
Cai a chuva de mansinho,
Batendo em minha vidraça,
E nela, a Vida que passa,
Passa em mim, devagarinho...

CHOVE

Em dias assim eu, sem graça,
Sou pássaro encolhidinho
Em meu solitário ninho
Onde não caço e sou caça...

CHOVE

Não há pra onde fugir
Com tanta chuva a cair,
Com tantas rolantes águas...

CHOVE

Nesta espera - paciente -
Por luz de sol novamente,
Vou levando minhas mágoas...


Silvia Schmidt

Imagens de :http:// www.wendysbackgrounds.com/


CHOVE

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign : Angela Cecilia