Cubismo
CUBISMO


Um Arlequim feito de cubos
Equilibrados:
Trinta losangos arranjados
Sobre dois tubos.
— Ele talvez
Jogue xadrez...

No halo, que a lâmpada tranqüila
Rasga, de cima,
E esse Arlequim de pantomima
Oscila, oscila,

E vem... e vai...
E quase cai...

Mas entra alguém: é uma silhueta
Que espia e passa.
Seu riso é um fruto sob a graça
Da mosca preta
— É uma mulher
Como qualquer...

Um gesto só lângüido e doce:
E, num instante,
Dom Arlequim, o petulante,
Esfarelou-se...
— Todo Arlequim
É mesmo assim...


Guilherme de Almeida
CUBISMO

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign : Angela Cecilia