NÃO QUERO ROSAS, DESDE QUE HAJA ROSAS
 
NÃO QUERO ROSAS, DESDE QUE HAJA ROSAS
 
Não quero rosas, desde que haja rosas
Quero-as só quando não as possa haver.
Que hei de fazer das coisas
Que qualquer mão pode colher?
NÃO QUERO ROSAS, DESDE QUE HAJA ROSAS
Não quero a noite senão quando a aurora
Que faz em ouro e azul se deluir
O que a minha alma ignora
É isso que quero possuir.
NÃO QUERO ROSAS, DESDE QUE HAJA ROSAS
Para que?... Se o soubesse, não faria
Versos para dizer que ainda o não sei
Tenho a alma pobre e fria...
Ah! Com que esmola a aquecerei?...


Fernando Pessoa

Imagens de: http://www.eccentrix.com/members/bethcreations


NÃO QUERO ROSAS, DESDE QUE HAJA ROSAS

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign: Angela Cecilia