QUEM VÊ SENHORA, CLARO E MANIFESTO
 
QUEM VÊ SENHORA, CLARO E MANIFESTO
 
Quem vê, Senhora, claro e manifesto
O lindo ser de vossos olhos belos
Se não perder a vista só com vê-los,
Já não paga o que deve o vosso gesto.
QUEM VÊ SENHORA, CLARO E MANIFESTO
Este meu parecia preço honesto;
Mas eu, por de vantagem merecê-los,
Dei mais a vida e a alma pro querê-los,
Donde já me não fica mais de resto.
QUEM VÊ SENHORA, CLARO E MANIFESTO
Assim que a vida e a alma e esperança,
E tudo quanto tinha, tudo é vosso,
E o proveito disto eu só o livro.
QUEM VÊ SENHORA, CLARO E MANIFESTO
Porque é tamanha bem aventurança
O dar-vos quando tenho e quanto posso.
Que tanto mais vos pago, mais vos devo.


L. V. de Camões

Imagem de http://www.wendybackgrounds.com/


QUEM VÊ SENHORA, CLARO E MANIFESTO

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign : Angela Cecilia