UM AMOR
 
UM AMOR
 
Um amor pode ser de vários tamanhos.
Pode ter várias formas,
Vários pesos, várias medidas.

UM AMOR

Pode ser profano ou superficial.
Maduro ou infantil, longo ou curto.
Pode passar como um tufão
Ou como uma brisa de verão.
UM AMOR
Um amor troca confidências, troca juras,
Troca feitiço, troca dúvidas e experiências.

UM AMOR
Um amor pode ser forte ou fraco,
Distraído ou atento,
Pode vencer tormentas, dissabores
E oferecer alento.
UM AMOR
Um amor pode sobreviver a distâncias
E atravessá-las num segundo através do pensamento.

UM AMOR

Um amor, é como um vício, uma droga
Desencadeado por uma paixão ardente.
UM AMOR
Um amor produz sorrisos, movimentos perfeitos
Produz sonhos e insônias,
Produz palpitações, angústias
Agonias e ilusões.

UM AMOR
Um amor verdadeiro se perde no tempo,
Caminha pelo passado
Atua no presente, se encaminha para o futuro.
E adormece na eternidade.
UM AMOR
Um grande e verdadeiro amor ilustra noites
Enluaradas e dias ensolarados.

UM AMOR

Um amor tem lembranças de lugares,
De cheiros, de músicas e de sons.
UM AMOR
Um amor tem sabores, às vezes doces,
Outras vezes amargos,
Mas todos sempre bem saboreados.

UM AMOR
Um amor pode iluminar a vida ou escurecer o coração.
UM AMOR
Um amor pode ser real,
Virtual ou transcedental,
Porém sempre será igual.

UM AMOR

Um amor pode ser impossível, improvável
Mas pleno no coração.
Pode ter testemunhas ou ser oculto
E mesmo assim ser vivido intensamente.
UM AMOR
Pode ser clandestino e anônimo,
Pode ter o nome de uma flor
E ainda assim ser um grande amor.

UM AMOR
Um amor pode ser castigado pelas agruras da vida
E persistir inalterado e majestoso.
UM AMOR
Um amor de verdade pode jamais se consumar
E se for forte como uma rocha
Profundo como o fundo do mar.

UM AMOR

Um amor pode ser arriscado,
Difícil, perigoso, inadequado,
Mas mesmo assim almejado e correspondido.
UM AMOR
Um amor pode sobreviver a intrigas,
Invejas, calúnias e sair vencedor

UM AMOR
Um amor de verdade não vê idade, cor, religião
Raça ou aparência,
Não tem preconceitos, nem preceitos.
Não faz distinções.
UM AMOR
Um amor não fere, e se ferir, assopra
Um amor tem marés altas e baixas, fracas e fortes.

UM AMOR

Um amor pode ter muitas histórias,
Fabricar poemas, inspirar versos e canções.
UM AMOR
Um amor não tem perguntas,
Porque jamais necessita de respostas.

UM AMOR
Um amor pode ser contido, travado,
Reprimido, ou declarado.
UM AMOR
Um verdadeiro amor pode subir montanhas,
Cair em precipícios, atravessar desertos,
Envolver-se em tempestades,
Afundar em oceanos
E ainda assim sobreviver.

UM AMOR

Um amor pode dar frutos e lançá-los ao mundo
Cobertos de amor também.
UM AMOR
Um amor tem cores, o branco da paz, o azul do afeto
Um amor tem carinho e o vermelho da paixão.

UM AMOR
Um amor comete loucuras, por vezes se arrepende
E volta a cometê-las novamente.
UM AMOR
Um amor de verdade dá espaço, cede momentos,
Expõe idéias, lança argumentos
Sem jamais violar sentimentos.

UM AMOR

Um amor pode escravizar-se e sentir-se livre.
UM AMOR
Um amor profundo acontece,
Resplandece, revigora-se e amadurece.

UM AMOR
Um amor pode ser sábio, desinteressado
Confiante e altruísta.
Um amor de verdade pode se perder
Na poeira do tempo
Pode se desfazer através dos anos
Mas sempre terá sido um amor imenso.

UM AMOR

Um amor pode ser eterno ou fulgaz,
Pode ser o primeiro ou o último,
Novo ou velho...mas ardente.
UM AMOR
Um amor só não suporta ser vivido,
Sonhado e mantido sozinho.

UM AMOR
Um amor precisa de outro amor para sobreviver,
Se assim não for, não terá sido um amor
Terá sido apenas uma grande dor.


Silvana Duboc

Imagens de: http://home.att.net/~scorh/


UM AMOR

 

 
 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS !
Não é permitida, sem prévia autorização,
a reprodução desta página.

Obrigada !
WebDesign : Angela Cecilia